20 tendências da CASA COR SP 2017

 A 31ª edição da CASA COR SP se encerrou no dia 23 de julho, porém, assim como no ano passado, eu fui pessoalmente na amostra e venho trazer para você quais foram as tendências que apareceram este ano.

Diferentemente do ano passado, a edição de 2017 se mostrou mais heterogênea com ambientes para agradar a todos e recheada de tendências. Eu achei a mostra muito bonita e eu ousaria dizer que superior a do ano passado. Contudo, o foco com toda certeza não estava no essencial, mas sim na essência de cada ambiente, já que todos tinham muita personalidade, características únicas e muito conceito.

Sem mais delongas, seguem as tendências da CASA COR SP 2017 em ordem aleatória:

Espelhos

Presente em diversos formatos e lugares, os espelhos marcaram presença revestindo paredes e até mesmo no teto.

Animais

Os animais estiveram presentes na decoração por toda a mostra.

Paisagismo

Na edição de 2017 da CASA COR SP foi possível notar o cuidado com o paisagismo. Jardins marcaram presença em diversas escalas e mostraram como o verde pode e deve fazer parte de todo e qualquer ambiente.

Bom-humor

Os ambientes desta edição estavam muito divertidos, com diversos objetos decorativos engraçados e arrojados. Cheios de personalidades, todos os ambientes se mostraram criativos e originais.

Pintura Geométrica

A pintura geométrica estava presente em vários ambientes e a tendência é tão grande que até mesmo nos materiais de merchandising da mostra faziam referência à pintura geométrica.

Espelhos redondos

Além de espelhos usados como revestimento haviam também diversos espelhos, em sua grande maioria no formato redondo.

Retrô

Assim como acontece na moda, a arquitetura de interiores revisita o passado e faz suas releituras. Em especial viu-se muitas referências aos anos 60 e 70.

Ripadinhos de madeira

As ripas de madeiras apareceram em muitos ambientes da mostra, se mostrando uma forte tendência.

Puxadores

Esqueçam armários no toque, puxadores cava e até mesmo os armários com abertura por controle, pois os puxadores voltaram com tudo, cheios de charme e estilo.

Imagens de natureza

Não foi apenas através do paisagismo que a natureza esteve presente na CASA COR deste ano, montagens de imagens de árvores e de campos puderem ser notadas em diversos ambientes.

Rosa

A cor rosa marcou presença em diversas formas.

Azul

Assim como a cor rosa, o azul se mostrou outra cor em destaque.

Piso nas paredes

Este ano os revestimentos para piso subiram pelas paredes e por ali resolveram ficar.

LED

É um caminho sem volta o avanço do LED, na CASA COR SP 2017 foi possível ver quantas coisa diferentes podem ser feitas com ele.

Vime trançado

Este item poderia estar junto com a tendência do retrô, porém foram muitos os móveis feitos com vime que esta tendência merece um destaque especial.

Preto

Revendo as fotos da mostra, notei que em quase todas havia a cor preta, fosse um detalhe ou um objeto, merecendo assim notoriedade.

Pedra

Revestimentos de pedra natural deram o ar de sua graça em grande estilo e mostraram que são tendência.

Veludo

Não é apenas na moda que o veludo está em alta, diversos estofados mostraram como o veludo pode ter outras utilidades e estar em alta também na arquitetura de interiores e no design.

Industrial

Na internet é notável a tendência do estilo industrial e claro que a CASA COR não ficaria de fora.

Neon

Outra tendência saída do mundo virtual (eu diria que mais precisamente o youtube) são os letreiros de neon.

 

BÔNUS

Talvez você tenha notado que eu não citei tendências que vi no ano passado e que apareceram novamente neste ano e eu não poderia deixar de citá-las, portanto ficam como tendências bônus.

Sofás Curvos

 P_20170719_152907_vHDR_Auto

Paginação espinha de peixe

 P_20170719_155631_vHDR_Auto

Madeira

 P_20170719_122532_vHDR_Auto

Pelos

Lareiras

 P_20170719_180048_vHDR_Auto

Cabeças

Espero que tenham gostado do post, caso tenham notado mais tendências e coisas interessantes deixem um comentário.

Não esqueçam de curtir e compartilhar com todos!

 

Anúncios

O arquiteto e o ego

Uma das principais falhas no ensino da arquitetura é o fato de que se cria a ideia que os estudantes de arquitetura são artistas que não devem ser questionados em hipótese alguma. Durante o curso, ser incentivado a pensar fora da caixa, despertar o lado artístico parece algo muito inofensivo e bastante motivador, porém o problema começa após a conclusão do curso.

A grande maioria dos arquitetos se torna prestadores de serviços na área de projeto e alguns acabam levando consigo essa crença de que apenas o arquiteto possui razão e que clientes não podem questionar, e então se inicia o grande problema. Quem busca um arquiteto é porque possui consciência da importância de tal profissional e busca algo de qualidade, e então surge o sr. Arquiteto com seu ego de artista e torna o sonho em pesadelo.

É bem verdade que muitos clientes não entendem muita coisa e que arquitetos possuem domínio técnico, mas isto não tira a razão do cliente. Querer fazer com que o cliente engula algo que ele não deseja por conta de um capricho é errado em muitos níveis.

young-freelance-woman-working-remotely-from-cafe-picjumbo-com

Existem sim arquitetos que já estão consolidados no mercado por trabalharem com um determinado estilo e/ou por seguirem uma linha arquitetônica de composição, porém caso você seja este tipo de profissional e receba um cliente que deseja uma coisa totalmente diferente do que aquilo com que você trabalha, é seu dever conversar com o cliente e explicar como é seu processo de projeto e deixar MUITO claro que o pedido do cliente é algo que você não faz.

Auxiliar, educar e orientar nossos clientes é sim nossa obrigação caros colegas.

 

Uma coisa é orientar sobre algo que pode causar um transtorno no futuro ou que trará malefícios à saúde da edificação, outra bem diferente é ser irredutível e negar o desejo do cliente simplesmente pelo fato de que o gosto dele não vai de encontro ao seu ou porque você não acha que determinado ambiente seja necessário. Caso o cliente tenha uma ideia que seja demasiadamente absurda é preciso conversar, explicar, exemplificar e dar opções. ESCLARECER.

go-with-style-picjumbo-com

O cliente deve estar completamente confortável e seguro com suas escolhas, quando ele contrata um arquiteto é para que o sonho dele se torne realidade, ele é o cliente, ele tem a razão. Arquitetos devem trabalhar a favor de seus clientes e não quererem bancar o artista sabe tudo e intimidar clientes com frases do tipo “isto é brega”.

Durante a faculdade, os pobres estudantes de arquitetura são incitados a ir além, serem os mais criativos possíveis, são estimulados a despertar todos os lados artísticos possíveis e impossíveis para que ao final do curso aquele mero aprendiz de arquiteto venha a se tornar o próximo Pritzker (o equivalente ao Oscar da arquitetura), para que ele seja o próximo Oscar Niemeyer ou a próxima Lina Bo Bardi (quando se fala no Brasil, afinal no mundo existem outros tantos talentos tais como Frank Ghery e Zaha Haddid). O que as faculdades se esquecem é que todos estes futuros arquitetos terão que lidar com clientes reais, que possuem gostos e preferências próprias e que não querem saber do artista mais fenomenal existente, são pessoas que só querem ter seu sonho realizado, e que gênios não nascem todo dia.

girl-fashion-pose-with-gray-watches-and-suede-jacket-2-picjumbo-com

Até mesmo analisando as obras destes artistas que são tidos como extraordinários, existem obras bem ordinárias que são no geral residências. Não é que seja impossível ter uma casa fenomenal, mas quando se fala de uma residência para um determinado cliente é preciso levar em conta os desejos dos clientes. Arquitetos bem sabem que as casas mais incríveis costumam ser as residências dos próprios arquitetos ou de parentes e amigos próximos e olhe lá, já que normalmente trabalhar com parentes e amigos costuma ser bem complicado devido à liberdade.

São em grandes obras institucionais, comerciais e principalmente em concursos que se é possível liberar o artista que vive dentro de cada arquiteto e lançar mão de ideias ousadas e impor uma linguagem estética.

businessman-standing-in-his-office-picjumbo-com

Aos clientes fica aqui a orientação para que pesquisem sobre o profissional que estão buscando e ao conversarem com o arquiteto deixem bem claro suas expectativas, desejos e preferencias.

Aos arquitetos reflitam sobre o aceite de que trabalho, se você será capaz de sonhar junto com aquele cliente para tornar o sonho em realidade. Guardem vossos egos para momentos e projetos especiais, ao atender clientes busquem sempre a satisfação do mesmo.

Conversas e esclarecimentos podem evitar muita dor de cabeça para todos os lados envolvidos.

Aos cursos, fica aqui a minha crítica ao que u considero uma falha gravíssima, uma vez que muitas instituições em suas publicidades alegam prepararem seus alunos para o mercado de trabalho, mas na realidade criam e alimentam um bando de egos mimados incapazes de conviver com ideias diferentes adeptos de frases para efeito intimidador.

empty-brick-wall-with-blurred-city-view-background-picjumbo-com

O que deseja a arquitetura atual?

A arquitetura ao longo da história da humanidade já desempenhou diversos papéis, mas o foco de hoje não é olhar para o passado e sim para o presente e entender o que a arquitetura nos oferece hoje. Já sabemos que a sociedade evolui e com ela evolui também a arquitetura e vai se adaptando e se moldando conforme a necessidade.

O mais importante de tudo é compreender que a arquitetura rompeu a barreira social e não é “coisa de rico”, mas afinal: o que a arquitetura quer hoje em dia?

A estética ainda é uma preocupação da arquitetura atual, porém os padrões foram abandonados e não há mais apenas um estilo vigente. A diversidade foi incorporada à arquitetura e agora todos podem ter seu gosto atendido, agora compreendemos que o belo é subjetivo e assim como na moda a pluralidade de estilos estéticos na arquitetura é algo completamente saudável, é reconhecer que as pessoas são plurais e reconhecer que a singularidade de cada um é bela à sua maneira.

floor-plan-1474454_1920

Mais do que criar belas construções ou ambientes bonitos, a arquitetura busca o conforto dos usuários, a maior praticidade e funcionalidade. As pessoas já possuem problemas demais, a casa delas não precisa ser mais um. Em um mundo onde o tempo é cada vez mais valioso e menos disponível em decorrência a tanta coisa com as quais nos ocupamos, nossos lares devem ser verdadeiros templos onde podemos disfrutar principalmente da nossa própria paz, onde é permitido que sejamos autênticos. Para lugares públicos a arquitetura busca favorecer o encontro, instigar sensações.

A arquitetura não quer ser lado A ou lado B, ela quer os dois, tudo. Englobar o mundo. É regional e globalizada ao mesmo tempo. Aliás, aproveitando que eu mencionei a globalização, acredito que finalmente o sonho dos arquitetos modernistas se realizou, pois, a arquitetura contemporânea ao redor de todo o globo é muito semelhante, ignora regionalismo, é internacional, é global, mas nem por isto é mal. Ainda há regionalidades.

Hands Pointing at Blueprint

Arquitetos estão aprendendo que devem usar seus conhecimentos técnicos para que seus clientes possam ter o lar com que sempre sonharam. Desculpem-me colegas, mas arquitetos não são artistas que nunca devem ser questionados (juro que depois faço um post explicando melhor o ego de artista que todo arquiteto carrega consigo), muito pelo contrário, em um mundo cheio de informações e possibilidades é dever do arquiteto guiar seus clientes e prezar sempre pelo seu bem e seu melhor.

Preciso esclarecer aqui que existem diferentes tipos de arquitetura, mas aqui no blog vou sempre enfatizar a arquitetura residencial que é meu foco, mas especialmente hoje não posso ignorar os outros nichos. Além do morar bem, a arquitetura se funde no mundo capitalista e quer ambiciosamente (e muitas vezes de maneira bem-sucedida) transformar a experiência de compras.

the-interior-of-the-1508271_1920

Atualmente a arquitetura compreende que barreiras não existem apenas para quem se locomove com uma cadeira de rodas, mas que necessidades especiais e mobilidade reduzida são diversas situações pelas quais todos nós podemos passar por um dia, portanto a acessibilidade deve ser promovida para tornar as cidades mais democráticas.

E para finalizar eu digo que a arquitetura atualmente se preocupa com o meio ambiente e busca ser mais sustentável.

São muitos os caminhos pelos quais a arquitetura percorre, se eu tivesse que resumir em poucas palavras eu diria que: a arquitetura atualmente busca o respeito aos usuários e instiga sensações.

Que outros caminhos você acredita que a arquitetura esteja traçando?

balconies-1031241_1920

Sobre idas e vindas…

Talvez você tenha notado, talvez não, mas eu dei uma bela de uma sumida. Não foi falta de pauta ou por falta de ideias e sim por falta de tempo mesmo. Passei um período bem conturbado e turbulento em que acabei ficando sem tempo. Pensei em desistir, em deixar pra lá, afinal não estava conseguindo me dedicar como eu queria e então desanimei, porém todo dia meus colegas de profissão por maneira indireta me lembram que: EU NÃO POSSO DESISTIR.

O Blog acabou de completar 3 anos e eu ainda me sinto uma voz no deserto, uma vez que meus colegas estão sempre a reclamar das realidades do mercado. “Os clientes não entendem”, “Tal pessoa me perguntou o que um arquiteto faz”, “Me perguntaram para que serve um arquiteto”, “Me pediram só um deseinho”, “A concorrência está desleal”, “Cliente veio com projeto de outra pessoa perguntando se eu fazia mais barato”, etc. São tantas as lamentações que eu não posso ficar quieta sem fazer nada. Foi para combater a desinformação que eu criei esse blog e depois o canal do youtube.

Uma pessoa que não é arquiteta não tema menor obrigação de saber o que um arquiteto faz e do que ele é capaz. Aos amigos de profissão tenho apenas uma coisa a dizer: é sua obrigação informar e educar as pessoas que não arquitetas também coleguinha. Por hora chega de momento revolta e vamos dar atenção a pontos importantes.

POR QUÊ AS PESSOAS ACHAM QUE ARQUITETO SÓ FAZ DESENHO?

Muito simples: nós entregamos desenhos! Quem trabalha com projeto inevitavelmente desenha. O desenho, seja croqui, técnico, perspectivas ou 3D é a maneira como conseguimos passar as ideias e soluções pensadas para serem executadas.

Arquitetos vendem ideias e soluções que não existem ainda, um terreno onde será implantada uma nova construção, uma casa ou apartamento que serão reformados, um móvel personalizado ou um stand vazio que se tornará uma loja, e então o desenho surge como a linguagem que utilizamos para demonstrar o que não existe e deve ser feito. Por vezes acrescentamos também textos descritivos aos desenhos, mas vale lembrar que uma imagem vale mais do que mil palavras.

Portanto, caros colegas arquitetos não fiquem chateados quando alguém vier falando de “deseinho”, muitos não compreendem como é complexo todo o processo criativo por trás do desenho e não sabem sobre todo o conhecimento técnico que é preciso para se elaborar aquele desenho. Nós desenhamos sim, faz parte, assim como faz parte educar e explicar para o nosso público como aquele desenho que parece que foi algo simples possui um valor muito alto, pois é o início da materialização de uma ideia.

O QUE FAZ UM ARQUITETO?

Arquitetos planejam, pensam, buscam soluções, estudam, se atualizam, pesquisam, acompanham obras, projetam, fazem orçamento entre tantas outras coisas. Algo que os arquitetos negligenciam, mas deveriam fazer com mais frequência é educar seus familiares, amigos e clientes para que cada vez mais pessoas saibam todas as coisas que um arquiteto é capaz de fazer. Uma pesquisa encomendada pelo CAU demonstrou o quanto a profissão de arquitetura é desconhecida, desvalorizada e como as pessoas pensam que arquitetos podem ser substituídos por pedreiros ou qualquer outro.

Caso você é frequentemente questionado sobre a profissão de arquiteto, considere-se uma pessoa de sorte e faça um favor para toda a classe de arquitetos: fale sobre a relevância da arquitetura e sobre tudo que um arquiteto é capaz de fazer.

O MERCADO É MUITO DESLEAL

Realmente, a classe dos arquitetos é bem desunida, ao invés de nos unirmos para buscarmos melhoria e inovação para o mercado, em sua grande maioria, arquitetos se engalfinham em uma espécie de guerra silenciosa e fria, onde por detrás tentam ganhar clientes, incitando o leilão de projeto, praticando preços irreais que não são suficientes nem para pagar as contas e que acabam sendo compensados pelos RT’s da vida sem que os clientes saibam. No fim das contas, todos reclamam da situação, mas é difícil encontrar quem esteja disposto a quebrar esse círculo vicioso.

Entendam que só depende de nós parar de ficar reclamando e tomar uma atitude capaz de transformar tudo e mudar de vez a vitimização e o mercado desleal. Nós arquitetos já criamos um conselho somente nosso, agora nos cabe criar uma realidade favorável para a arquitetura.

Devo pedir desculpas a você que não é arquiteto por estar mostrando alguns podres de bastidores do mercado da construção civil, mas acreditem que a coisa vai melhorar muito para clientes quando arquitetos aprenderem a ser verdadeiramente colaborativos todos sairão ganhando.

Para finalizar devo dizer que continuarei com o blog e na medida do possível com o canal, porque é necessário. Eu aqui cumpro o meu papel de informar e de educar pessoas sobre arquitetura.

Desculpem-me pelo sumiço e pelo desabafo. Se você é arquiteto, conte comigo, vamos conversar, trocar experiências e conhecimentos e agregar valor à nossa profissão.

Caso você não seja arquiteto, não se acanhe e pode comentar e deixar suas dúvidas.

Independentemente de quem você seja, lembre-se:

SEJA A MUDANÇA QUE VOCÊ DESEJA PARA O MUNDO

Destaques EXPO Revestir 2017

No último post eu falei sobre as tendências que eu observei na EXPO Revestir deste ano, caso você ainda não tenha lido, você pode clicar aqui e ficar por dentro do que o mercado irá trazer em abundância para nós neste ano. Hoje eu falarei sobre o que eu achei de mais bacana na feira.

No site da EXPO Revestir é possível conferir produtos e marcas que ganharam o prêmio Best in Show (Clique aqui para ir para a matéria completa), que é o prêmio para os maiores destaques da feira segundo um seleto júri. Como o blog é meu, vou falar sobre o que eu achei que mais se destacou aos meus olhos na edição da Revestir 2017.

Torneira com tratamento de ozônio – DOCOL

A DOCOL trouxe para a EXPO Revestir a torneira dos sonhos da minha mãe! A torneira em si não possui nenhuma característica especial, seu diferencial está em um equipamento eletrônico que captura o oxigênio do ar e através de descargas elétricas incorpora à água (H2O) o ozônio tornando a água em H2O3 (água ozonizada).  O ozônio faz verdadeiras maravilhas, elimina odores fortes (pode abusar no alho e fazer peixe e camarão à vontade), elimina grande parte das bactérias assim como o agrotóxico dos alimentos lavados por pelo menos 30 segundos.

O produto ainda não foi lançado para o mercado, a previsão é que em setembro essa maravilha esteja disponível para compra por R$4mil. Lembrando que não há nenhum estudo sobre o consumo de água ozonizada, portanto não é recomendada a ingestão desta água, apenas limpeza de utensílios e alimentos.

3-1

6

Dispositivos conceitos – DECA/HYDRA

Um dispositivo conceito é algo que não foi lançado e está em fase de desenvolvimento e para a Revestir a Deca/Hydra trouxe dois dispositivos magníficos. O primeiro é um dispositivo que te ajuda a gerenciar o uso de água em sua casa, ele é ligado a um aplicativo que monitora em tempo real o consumo de água, possibilitando que você tenha conhecimento de onde, como e quando utiliza a água. É possível estabelecer no aplicativo um limite ideal de consumo e caso você ultrapasse o limite será avisado e receberá dicas de como economizar água. Além de poder acompanhar em tempo real e saber como é consumida a água em sua casa, o aplicativo gera relatórios e caso há algum problema de vazamento ele também irá te avisar.

Quem possui aquecimento de água solar ou a gás sabe como acabamos desperdiçando água na hora de ligar um chuveiro ou uma torneira, pois temos que esperar toda a água que está fria nos canos sair para então chegar a água quente. O segundo dispositivo conceito apresentado pela Deca/Hydra é a solução perfeita para esses casos, pois ele possui um sensor térmico que só irá liberar a saída de água quando a água quente for efetivamente sair. Você pode estar se perguntando o que acontece com a água que estava no encanamento e esfriou e que hoje em dia acaba indo para o ralo a troco de nada, pois bem, o dispositivo também vai fazer com que esta água fria volte para a caixa d’água, evitando o desperdiço.

Dois produtos incríveis que eu não consegui entender como ninguém pensou neles antes. A Daniele que me acompanhou foi testemunha de quanto gostei e estou esperando ansiosamente o lançamento dessas maravilhas no mercado.

Tijolo espelho – COLORMIX

O estilo industrial está em alta, ano passado foi possível acompanhar diversos diários de reforma no YouTube de pessoas usando o revestimento da Eliane, o metro white, que remete ao revestimento utilizado no metrô de Londres, e desde então esses tijolinhos estouraram. A Colormix surpreendeu trazendo esse revestimento na versão Mirror Silver e Mirror Bronze (espelhos com fundos prata e bronze) que conquistaram meu coração.

Além das versões de espelho, eles também trouxeram a versão em inox entre outros acabamentos, mas preciso ser honesta e dizer que foram os espelhados que me encantaram mais.

16123695_1544677278890785_3176871941734662144_n

 Neolith – ALICANTE

A Alicante decidiu que não iria apenas mostrar e que iria mesmo é demonstrar ao vivo para todos, e devo dizer que funcionou, me impressionou e me conquistou. O produto em si consiste em uma superfície ultracompactada sinterizada que promete não manchar, não riscar entre tantas outras coisas. Não contentes em apenas citar os benefícios, o pessoal da Alicante convidou os Chefs Especiais para cozinharem durante todos os dias da feira em todos os períodos, o que se demonstrou um atrativo muito eficiente, afinal o cheiro de comida chamava de longe, e quando qualquer se aproximava do stand podia comprovar com os próprios olhos a qualidade do produto.

P_20170310_150628_vHDR_Auto

P_20170310_150625_vHDR_Auto

P_20170310_150634_vHDR_Auto

Pacific – CASTELATTO

Eu não conhecia a Castelatto e devo dizer que foi amor à primeira vista. O stand estava maravilhoso, tudo era muito lindo, mas, como já disse anteriormente, eu não conhecia a marca, e foi justamente um produto que não era lançamento que me chamou mais a atenção, que foi o revestimento Pacific que traz um ar praiano maravilhoso devido as conchas que há nele.

Devo dizer também que não fui a única a me apaixonar pelo Pacific, pois recebi vários comentários sobre a foto que postei dele.

TESSELA

Outra marca que eu também não conhecia e que ganhou minha admiração e respeito é a Tessela, o encantamento foi tamanho que acabei indicando e levando vários amigos e colegas para o stand da Tessela para que eles pudessem conhecer também. A marca possui vários produtos e os que mais me chamaram atenção foi um mosaico feito com mármore com desenho em baixo relevo e cristais Swarovski, o biombo de acrílico e a bancada iluminada.

GRUPO ASTRA

Haviam outras marcas sim que possuem produtos semelhantes aos do Grupo Astra (leia-se concorrência), porém o Grupo Astra chamou minha atenção em vários detalhes e aspectos. Eles colocaram logo na entrada do stand para todo mundo ver os produtos que eles possuem para acessibilidade, mostrando real preocupação com o assunto.

O Grupo Astra também merece destaque pela ambientação feita em todo o stand, em especial o SPA Sirena que estava ambientado com vasos para jardim vertical da Japi que fez toda a diferença na visualização de ambos os produtos.

IMG-20170312-WA0006.jpg

estande

Organic natural HD polido – ELIZABETH

Pessoas que são do meu convívio mais íntimo sabem que eu não sou muito fã de cerâmicas e porcelanatos que imitam mandeira, porque para mim parece algo muito estranho ter o aspecto da madeira, o visual dela, mas não ter a verdadeira sensação de ser um piso atérmico que ela é, de maneira que eu acabo preferindo laminados e vinílicos. Porém este ano tive que dar o braço a torcer e admitir que o revestimento que pode ir tanto no piso quanto na parede chamado Organic natural HD polido é maravilhoso e fez por merecer seu lugar de destaque entre os meus favoritos da EXPO Revestir 2017.

17157402_982665495202699_1655923532444240134_o

c7394bdf1d24aeea6752c776d2309888

Esses foram os destaques da EXPO Revestir segundo a minha opinião, me digam se vocês visitaram a feira este ano ou não, quais foram as marcas e produtos que vocês mais gostaram. Se você gostou não se esqueça de deixar um curtir e compartilhar para que mais pessoas possam conhecer meus produtos e marcas favoritos da EXPO Revestir.

Está pensando em construir ou reformar? Valorize sua obra: contrate uma arquiteta!

 

12 tendências da EXPO Revestir 2017

A Expo Revestir aconteceu na semana passada entre os dias 7 e 10 de marcos na Expo Transamérica que está localizado no bairro Santo Amaro na cidade de São Paulo. A Revestir, como é mais conhecida, é tida como a Fashion Week da arquitetura e da construção, uma vez que são expostos os lançamentos, novidades e tendências de revestimentos que podem ser chamados de roupagem da casa.

Eu pude acompanhar de perto os quatro dias de evento e hoje é dia de vir compartilhar com vocês as tendências que eu observei. Notei que muita coisa se repete entre as marcas, o que é bom afinal permite que você pesquise o melhor preço e é ruim porque haja falta de criatividade e cansa ver repetidamente a mesma coisa, mas tudo bem, melhor focar no que isto traz de bom.

IMITAÇÕES

Gosta de mármore, mas não quer pagar o preço? Gosta de madeira, mas não quer ter o trabalho da manutenção que ela dá? Materiais que imitam outros estão muito em alta, são cerâmicas, porcelanatos e cimentos que imitam o visual de outros materiais. Na lista de materiais que estão tendo suas aparências imitadas é possível encontrar até mesmo o concreto, aço corten e tecido de linho.

Vale analisar cada caso para decidir o que vale a pena ou não, pois existem peças que são lindas isoladamente, mas quando junto de outras peças o visual já não é mais tão interessante.

Entre os casos mais impressionantes estão as pedras que são produzidas de maneira industrial, algumas são sintéticas e outras não, mas todas elas possuem promessas muito semelhantes: alta resistência ao calor, não mancham e fáceis de limpar. Entre as marcas que vi estão Neolith da Alicante, Roca Stone, Staron da Samsung, Ariostea da Galleria dela Pietra, Dekton e Silestone da Cosentino.

E digo mais: em um futuro não muito distante serão fabricados móveis com estas pedras fabricadas industrialmente. Na EXPO Revesti eu vi em diversos stands móveis tais como bancadas, bancos, mesas e até mesmo hacks (ou racks) para TV feitos com esses materiais.

MADEIRA

Quando digo que a madeira é uma tendência na realidade quero dizer seu visual, aspecto e até mesmo sua textura sendo imitado por diversos outros materiais. Pude encontrar a madeira tratada com óleo, eliminando a necessidade da manutenção com verniz, encontrei também a madeira misturada com o polipropileno tornando-a mais resistente, estas duas versões permitem que não apenas a aparência da madeira se mantenha, mas também a sensação térmica.

Claro que neste item não poderia deixar de mencionar os incríveis pisos laminados e vinílicos, que também imitam o aspecto da madeira e são atérmicos. Laminados e vinílicos estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e com isto estão ganhando novos formatos e cores, para agradar a todos, e entre os dois eu ainda diria que o vinílico está se destacando mais pela facilidade na limpeza e por ser resistente a água.

Cerâmicas e porcelanatos que imitam o visual da madeira também marcaram presença no evento, confesso que não sou a maior fã deste tipo de revestimento, porém vi porcelanatos que imitam madeira com muito brilho que me encantaram e que com toda certeza vão te conquistar também.  É claro que não poderia deixar de falar dos revestimentos em concreto da Castelatto que se parecem muito com a madeira, mas não são.

REVESTIMENTOS 3D

Devemos aceitar que o 3D invadiu a nossa vida de vez e os revestimentos em placas chatas (de achatado hein, afinal de contas elas ainda são legais para usar em diversas ocasiões) terão que dividir espaço com revestimentos tridimensionais. São diversos as cores e os formatos, basta escolher um lugar especial de destaque, caprichar na iluminação e mandar assentar.

Eu não tenho muito a dizer dos revestimentos 3D a não ser que eles enchem os olhos. Além de darem um toque todo especial, terem efeito de luz e sombra e de movimento, eles são revestimentos cheio de personalidade que falam muito por si só.

ESPINHA DE PEIXE

Não tenho muito o que dizer sobre esta tendência, apenas que é uma tendência que surgiu ano passado na Casa Cor (confira o post completo aqui) e que está a todo vapor, portanto pode apostar na paginação espinha de peixe porque ela vai ser tendência por um bom tempo.

MOSAICOS DE AZULEIJO

Você se lembra dos azulejos portugueses? Pois bem, aqueles lindos mosaicos de azulejos portugueses se transformaram com o passar dos anos sendo possível comprar uma única peça de cerâmica com nove padrões de desenhos diferentes, e agora a coisa evoluiu ainda mais.

São diversos os desenhos e a opções agora no mercado para agradar a todos.

ACESSIBILIDADE

A preocupação com conforto e acessibilidade estava estampada em produtos pensados especialmente para quem tem mobilidade reduzida. Pisos antiderrapantes e equipamentos que auxiliam a transferência foram tendência na edição da Revestir de 2017. Muito desta tendência vem do desenvolvimento com a preocupação com o envelhecimento da população assim como o despertar da consciência de que pessoas que possuem algum tipo de limitação física também merecem produtos que contribuam para maior qualidade de vida delas.

Particularmente eu achei que poderiam ter mais produtos voltados para a acessibilidade e conforto de pessoas com necessidades especiais, contudo devo dizer que o destaque dado por algumas marcas foi algo muito bonito de se ver.

P_20170309_115649_vHDR_Auto.jpg

DIVERSIDADE

Nem tanto geométrico e nem tanto orgânico. A EXPO Revestir deste ano trouxe uma diversidade imensa de diversidade, e sim era isto mesmo que eu queria dizer. Em toda feira era possível encontrar itens para agradar gregos, troianos e quem mais que aparecesse. Formas geométricas e orgânicas coexistiram em perfeita harmonia uma sem anular a beleza da outra.

Tal diversidade favorece e possibilita a personalização de ambientes de maneira a agradar seus futuros ocupantes. Estava muito forte a consciência das marcas de que ninguém é obrigado a nada, de que todo público merece seu espaço e que cada um deve ter seu gosto atendido. Portanto: diversidade é tendência assim como a construção sendo uma expressão de seus usuários.

ECO SUSTENTÁVEL

Devo confessar que aprendi muito sobre sustentabilidade de verdade durante o evento, e apesar de ser algo meio nebuloso que as marcas usam muito apenas para tentar vender mais seus produtos, a sustentabilidade foi tendência desta edição. Aqui devo dar um destaque especial a Deca e seus produtos conceitos que visam o uso mais consciente da água, assim como a linha W+W da Roca que reutiliza a água da torneira para a descarga do vaso.

Mas nem tudo são flores, como alertou a coordenadora de sustentabilidade Adriana Petrella Hansen em um dos painéis do fórum Tecnargilla ocorrido na sexta-feira. É preciso certificações e selos mais eficiente e claros. É preciso clareza na informação. O mercado está tendendo cada vez mais para a questão da sustentabilidade e responsabilidade com o meio ambiente, portanto podemos esperar medidas das empresas e fabricantes de todos e qualquer tipo de material neste sentido.

IMG_20170307_113148.jpg

METRO WHITE

A Eliane revestimentos acertou em cheio quando lançou uma linha inspirada no metrô de Londres, quem acompanha diários de reforma pelo YouTube pode perceber que MUITAS blogueiras e youtuber reformaram suas casas e apartamentos, teve quem construiu também, e o revestimento Metro White foi a sensação do ano passado. Porém muitas marcas perceberam que este revestimento fez sucesso e lançaram suas versões.

P_20170310_123655_vHDR_Auto.jpg

SOBRIEDADE

Em muitos stands além de apresentarem seus produtos, as marcas criam um ambiente para que se possa ver como os produtos ficam quando estão ambientados e mesmo que a Revestir não seja um evento focado em decoração e design de interiores é possível notar uma coisa ou outra. Neste ano de 2017 foi notável a sobriedade de muitos stands.

TIJOLINHOS

A estética mais rústica conquistou o mercado e surge como uma tendência forte. Tijolinhos aparentes agora ganham novas cores para conquistar ainda mais admiradores.

PINTEREST

O Pinterest é uma espécie de rede social que reúne fotos e mais fotos para inspiração. Na Revestir de 2017 foi notável a sua influência em toda a feira, pois diversos stands tinham decorações que pareciam ter saído desta rede. Se você ainda não conhece o Pinterest, terminando de ler este post corre e se inscreva (é gratuito) que com toda certeza você vai encontrar muitas inspirações para a decoração da sua casa e muito mais.

Por hoje é só, a semana que vem eu vou falar sobre o que eu achei que foi destaque na edição da Revestir de 2017. Se você gostou não se esqueça de deixar um curtir e compartilhar para que mais pessoas possam conhecer as tendências de mercado que surgiram na EXPO Revestir.

Está pensando em construir ou reformar? Valorize sua obra: contrate uma arquiteta!